quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Dez recursos aguardados no WhatsApp que não têm previsão de lançamento



Funções presentes em rivais como Telegram fazem falta no mensageiro mais utilizado no mundo

O WhatsApp realiza constantes atualizações com o objetivo de injetar novas funcionalidades à plataforma. Apesar disso, algumas funções existentes em rivais, como o Telegram, não estão inseridas no mensageiro mais utilizado no mundo. É o caso do Modo Escuro, da possibilidade de editar mensagens enviadas, de uma possível categorização de figurinhas (stickers), ou ainda compartilhar fotos e vídeos com tempo limite de visualização.

Outros recursos desejados pelos usuários têm a ver com a nostalgia. Já imaginou como seria poder chamar a atenção dos amigos no celular, assim como era possível no MSN? Ou ainda "ficar offline" e esconder o status online das conversas? Confira, na lista a seguir, dez funções que o WhatsApp poderia ter, mas ainda não desenvolveu.


1. Modo escuro

O Modo escuro (dark mode) está sendo implantado por diversos aplicativos, e até mesmo pelo iOS 13 e pelo Android 10. O recurso deixa a interface dos sistemas com uma paleta de cores escura, usando tonalidades de preto e cinza, com o objetivo de tornar a visualização mais confortável à noite e também em ambientes escuros, além de economizar energia. Principal rival do WhatsApp, o Telegram já possui o recurso desde 2018. Segundo a imprensa internacional, o WhatsApp está testando a implantação da configuração desde agosto deste ano e já estaria, segundo o site especializado WABetaInfo, com 95% do tema pronto, podendo lançar a novidade a qualquer momento. Resta aguardar.

2. Organizar figurinhas por categorias

Desde o lançamento, em outubro de 2018, as figurinhas se tornaram um sucesso nas conversas do WhatsApp. Porém, o mensageiro reúne todos os stickers salvos em uma única página principal. A possibilidade de criar pastas ou categorias de adesivos facilitaria a organização e tornaria mais fácil a conversação usando as figuras. É bem verdade que o mensageiro separa as figurinhas padrão por emoções, mas a categorização não se aplica aos itens criados pelos usuários.
O concorrente Telegram também não permite essa categorização, mas possui stickers animados, saindo na frente do mensageiro do grupo de Mark Zuckerberg no quesito adesivos.

3. Editar mensagens enviadas

Função também presente no rival Telegram, a possibilidade de editar mensagens após o envio é bastante desejada pelos usuários. Com o recurso, é possível corrigir um erro de digitação ou se expressar melhor em caso de dúvidas. Para evitar confusões, as mensagens são sinalizadas com o termo "editado", deixando claro que aquele não é o texto original. No WhatsApp, uma alternativa mais trabalhosa é apagar a mensagem para todos e reescrever o conteúdo.

4. Enviar fotos e vídeos autodestrutivos na conversa
Essa função surgiu no Snapchat e foi incorporada pelo Telegram, pelo Messenger e pelo Instagram, mas até agora não apareceu no WhatsApp. Com o recurso, é possível enviar fotos e vídeos dentro da conversa que se autodestroem após visualizados. O remetente determina um tempo, até um minuto, que o destinatário terá para visualizar o conteúdo. Ao final do período, a mídia será destruída pelo mensageiro e a pessoa não conseguirá mais visualizar.

5. Funções do MSN


Já imaginou como seria ter os recursos do MSN no WhatsApp? A geração dos anos 2000 adoraria poder chamar a atenção de uma pessoa no mensageiro para que ela respondesse e não a deixasse no vácuo. Outras possibilidades seriam mostrar a música que o usuário está ouvindo no momento ou usar Winks animados para deixar as conversas engraçadas.

6. Formatar o texto
Outro recurso que fazia sucesso na época do MSN era a possibilidade de mudar as fontes e cores dos textos das conversas. Atualmente, o WhatsApp até permite colocar o texto em negrito, itálico ou sublinhado. No entanto, para mudar a fonte, é necessário recorrer a aplicativos externos, em um passo a passo mais trabalhoso.

7. Determinar a qualidade do vídeo para conexões lentas

Este recurso existe no Telegram e permite alterar de forma nativa a resolução de um vídeo que será enviado, podendo diminuir seu tamanho para economizar dados ou acelerar o envio por meio de uma conexão lenta. No mensageiro, é possível escolher um grau de compactação entre Full HD (1080p) e 240p. Para realizar o procedimento no WhatsApp, é preciso reduzir o vídeo utilizando ferramentas externas.

8. Ficar com o status offline

O WhatsApp até permite tirar o tique azul de confirmação de leitura de mensagens, mas ainda não é possível "ficar offline" e ocultar o status "online" no mensageiro. Não adianta: no momento em que o usuário abre o aplicativo, seu status imediatamente consta como ativo, não permitindo "ficar invisível" para se esconder de um contato.

9. Instant View

Este recurso permite acessar páginas da Internet instantaneamente ao acessar links. Presente no Facebook e no Telegram, o recurso ainda não está disponível no WhatsApp, que abre links fora do aplicativo, diretamente no navegador. Além de economizar tempo, o Instant View também poupa dados móveis.

10. Avisar quando alguém tirar print da conversa
O lançamento deste recurso poderia gerar controvérsias, com usuários satisfeitos ou apavorados. Assim como no Snapchat e no Direct do Instagram, o WhatsApp poderia avisar quando um amigo tira um print de uma conversa. O recurso não garantiria uma total privacidade das conversas individuais ou em grupos, mas intimidaria outras pessoas ao capturar a tela, sabendo que o outro contato seria avisado. Atualmente, os prints são liberados e permitem uma total reprodução de todas as conversas do mensageiro. TecTudo

O conteúdo do Macajuba Acontece é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Copyright © Macajuba Acontece | O Portal de Notícias de Macajuba e Região | Direção: Max Ribeiro