sábado, 23 de novembro de 2019

Mulher fica com parte da cabeça necrosada após fazer luzes no cabelo



Mariana entrou na justiça contra o estabelecimento e pede uma indenização de 100 000 reais pelos danos causados

Mulher fica com parte da cabeça necrosada após fazer luzes no cabelo
Foto: Reprodução/Veja SP


Uma mulher de 31 anos, identificada como Mariana Nunes, ficou com parte da cabeça necrosada após fazer luzes no cabelo em um salão de beleza em Tatuapé, no estado de São Paulo. Mariana entrou na justiça contra o estabelecimento e pede uma indenização de 100 000 reais pelos danos causados.

Em entrevista à Vejinha, revista local de São Paulo, ela contou que o procedimento causou queimaduras de quarto grau no couro cabeludo e que precisou raspar a cabeça. Com isso, Mariana também precisou se privar do convívio social para evitar risco de contaminação. O caso aconteceu em abril do ano passado.

“Assim que o cabeleireiro começou a enrolar os papeis na minha cabeça, senti uma ardência muito forte e pedi para parar”, relatou à revista. "Ele disse que era uma reação ao pó e iria trocá-lo.” Durante e após o processo, sentiu a formação de uma bolha, mas o profissional, chamado Alan Marinho, afirmou que se tratava apenas de uma alergia e finalizou o serviço. Marinho não foi localizado pela equipe da Vejinha para falar sobre o ocorrido.


Em contato com a Vejinha, a advogada de Mariana, Lygia Morseli, relatou que, após os ferimentos surgirem na cabeça, profissionais do salão pediram a ajuda de uma podóloga para cauterizar a área afetada. “Ela fez uma queimadura sobre outra queimadura, destruiu o bulbo capilar”, contou Lygia.

Mariana Nunes chegou a pedir o reembolso pelo procedimento, que custou 250 reais, mas os funcionários do salão apenas informaram que falariam com a dona do estabelecimento. Ela não teve conhecimento do produto utilizado no seu cabelo.

A mulher explicou que a situação piorou:  “A bolha estourou, fez uma casca, infeccionou… ficou tudo exposto. Tive necrose“. No local da queimadura, nunca mais cresceu cabelo.
Do período do incidente para cá, o salão de beleza chegou a trocar de nome e a reportagem não conseguiu entrar em contato com o responsável pelo erro no procedimento e nem esclarecer o ocorrido com o (a) dono (a) do salão na época. O atual proprietário disse à Vejinha que não tem nenhuma relação com o outro estabelecimento.





O conteúdo do Macajuba Acontece é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Copyright © Macajuba Acontece | O Portal de Notícias de Macajuba e Região | Direção: Max Ribeiro