segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Esta planta em sua casa pode matar uma criança em 1 minuto e um adulto em 15




Do site Cura pela Natureza - Nós amamos plantas. O mundo, a vida, tudo fica mais prazeroso com elas. Mas é preciso saber que algumas plantas não devem ser cultivadas em determinados ambientes.

Vamos falar de uma dessas plantas.

Ela é muito venenosa e é capaz de matar uma criança em 1 minuto e um adulto em 15 minutos.

Conhecemos muitas plantas venenosas, mas escolhemos falar da Dieffenbachia seguine porque ela é muito comum nos jardins internos das casas e escritórios.

Nunca ouviu falar?

É a nossa conhecida “comigo-ninguém-pode”.
Ela é nativa da América Central e América do Sul.

É muito comum encontrá-la ornamentando os lares.

Por isso, muito cuidado!

Se você simplesmente pegar na planta e depois passar as mãos nos olhos, isso pode provocar uma cegueira permanente.

É muito importante ficarmos atentos, principalmente com as crianças.

O que acontece é que as suas folhas têm cristais de oxalato de cálcio, um composto que irrita a pele e as membranas mucosas dos seres humanos e outros animais.

Ela pode matar sim, mas felizmente isso não é tão comum.

Normalmente, suas folhas causarem terríveis sintomas, como queimaduras e inchaços na boca e na garganta; voz rouca; dor nos olhos; diarreia; vômitos e náuseas.

É por isso que você deve deixar esta planta fora do alcance de crianças e animais de estimação.

Só nos Estados Unidos, em 2006, houve 64.236 vítimas de plantas venenosas dentro de casa.

70% dessas vítimas eram crianças menores de 5 anos.

Não temos os números brasileiros, mas eles não devem ser muito diferentes.

O que fazer para ajudar uma vítima da “comigo-ninguém-pode”?

Você deve imediatamente limpar a boca da vítima com um pano úmido.

Caso também tenha atingido os olhos, lave-os com água abundante.

Em seguida, faça a vítima beber um copo de leite e a leve imediatamente para um centro médico.



Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Copyright © Macajuba Acontece | O Portal de Notícias de Macajuba e Região | Direção: Max Ribeiro