Busque por empregos ou concursos

Auxílio de R$600: 2ª e 3ª parcelas do benefício devem ser LIBERADAS nestas datas


FDR - Auxílio emergencial deverá ter novo calendário anunciado em breve. Desde o dia 9 de abril, o governo federal vem realizando o pagamento e cadastro para os brasileiros que serão contemplados com o valor de R$ 600. A quantia faz parte de um pacote de contenção de crise do Covid-19 e deverá ser ofertada em três parcelas. Até o momento, os depósitos ainda são equivalentes a primeira rodada, mas a 2ª e a 3ª do auxílio de R$600 terão seus prazos divulgados nos próximos dias. 

De acordo com o ministério da economia, a liberação da segunda parcela ocorrerá ainda no mês de maio. As datas não foram determinadas, mas estão previstas para a segunda quinzena.

Até o momento, o único grupo com o prazo exato para saque são os beneficiários do Bolsa Família, que deverão seguir o cronograma do projeto. Para eles, os pagamentos terão início no dia 18 deste mês.  

Já a terceira parcela, também sem data determinada, está prevista para ocorrer no mês de junho. O modelo do cronograma deverá seguir a minha ordem de funcionamento, tendo início na segunda quinzena e se alongando até o fim do mês.

Para o Bolsa Família, a liberação começará no dia 17 e seguirá a numeração dos cartões para definir a fila de recebimento.  

Inicialmente, o valor da segunda parcela estava previsto para o fim do mês de abril, no dia 25. No entanto, a Advocacia Geral da União aconselhou o poder público a suspender o pagamento tendo em vista a quantidade de cadastros que ainda estavam sendo realizados.

A AGU recomendou que, primeiro fossem encerrados todos os depósitos desse primeiro grupo e na sequência o governo liberasse uma nova rodada.  

Balanço geral dos beneficiários  

De acordo com os dados registrados pela Caixa Econômica Federal, instituição responsável pela administração do auxílio emergencial, até o último dia 30 de abril foram contabilizados 96,9 milhões de CPFs solicitando o pagamento.  

Desse total, 50,52 milhões já tiveram o cadastro aprovados, o que corresponde a 52,1% do total. 32,77 milhões (33,8%) tiveram a solicitação negada e 13,67 milhões (14,1%) ainda estão sob análise, pois precisam complementar as informações enviadas.

Quanto aos beneficiários do Bolsa Família, que já têm seus dados registrados no Cadastro Único, apresentam o maior índice de aprovação, sendo de 96,5%. Esses números são equivalentes aos pedidos feitos entre 7 e 22 de abril

Você pode se interessar em;

>Caixa divulga as datas da 2ª e 3ª parcela do Auxílio Emergencial para beneficiários do Bolsa Família


GRUPO 1 – MEIs, CIs e Informais (inscritos no aplicativo e portal Caixa) 

  • Cadastros recebidos: 46,0 milhões 
  • Cadastros processados: 44,96 milhões (97,7%) 
  • CPFs Elegíveis: 20,52 milhões (45,6% dos processados) 
  • CPFs Inelegíveis: 10,77 milhões (24% dos processados) 
  • Inconclusivos: 13,67 milhões (30,4% dos processados) 


GRUPO 2 – (Cadastro Único e beneficiários do Programa Bolsa Família) 

  • Cadastros recebidos: 19,9 milhões 
  • Cadastros processados: 19,9 milhões (100%) 
  • CPFs Elegíveis: 19,2 milhões (96,5% do total) 
  • CPFs Inelegíveis: 0,7 milhões (3,5% do total) 


GRUPO 3 – (Cadastro Único e não beneficiários do Programa Bolsa Família) 

  • Cadastros recebidos: 32,1 milhões 
  • Cadastros processados: 32,1 milhões (100%) 
  • CPFs Elegíveis: 10,8 milhões (33,64% do total) 
  • CPFs Inelegíveis: 21,3 milhões (66,35% do total) 


Como receber o auxílio de R$600

Para aqueles que já tiveram os registros aprovados, o pagamento acontece de duas formas: ou pelas contas bancárias fornecidas no ato da inscrição, ou por meio da poupança digital desenvolvido pela Caixa.  

Na primeira modalidade, o beneficiário precisará apenas ir até a Caixa Econômica e retirar a quantia. É válido lembrar que a instituição não está aceitando aglomerações em suas agências, então recomenda-se seguir o calendário de pagamento ou fazer os saques nas Casas Lotéricas ou demais Caixas Eletrônicos.  

Já para os beneficiários da poupança digital, o acompanhamento do pagamento acontece por meio do aplicativo Caixa Tem. Nele, o cidadão tem acesso ao dia exato de seu pagamento e poderá transferi-lo (gratuitamente) para contas de qualquer outra instituição bancária ou então retirar nas unidades da Caixa. Nesse caso, é preciso seguir o cronograma anunciado pelo banco.  


Quem tem direito ao auxílio emergencial  

O pagamento está sendo ofertado para trabalhadores com renda per capita de até R$ 522, pessoas desempregadas, autônomos e microempreendedores.

Para ter acesso, é preciso criar um registro no aplicativo ou site do Auxílio Emergencial. O usuário deve fornecer dados como: número do CPF, endereço, informes de renda, situação empregatícia e dados dos familiares.  

Beneficiados do Bolsa Família e pessoas inscritas no Cadastro Único não necessitam fazer a inscrição no site ou app. Esses grupos já têm seus dados registrados na base de dados do governo, e recebem automaticamente.

É válido ressaltar que, o pagamento só pode ser feito uma única vez por endereço, sendo ofertado em R$ 600 para homens e mulheres casados, e em R$ 1.200 para chefes de família solteiros.

Auxílio de R$600: 2° e 3° parcelas do benefício devem ser LIBERADAS nestas datas (Imagem: Reprodução – Google)


Enfim, gostou das nossas notícias?

Então, nos siga no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o Facebook, Twitter e Instagram. Assim acompanhará tudo sobre Cidade, Estado, Brasil e Mundo.


              

O conteúdo do Macajuba Acontece é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.









Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 Comments:

Copyright © Macajuba Acontece | O Portal de Notícias de Macajuba e Região | Direção Max Ribeiro